Centrad será reaberto em março com gasto de R$ 300 milhões em mobília

Promessa de campanha do governador Ibaneis Rocha (MDB), a abertura do Centro Administrativo (Centrad), em Taguatinga, está em vias de ocorrer.

Ibaneis garante que o processo foi elaborado e conta com pareceres jurídicos. “Mas insisto na via da negociação”, contrapõe, e adianta que conversas com os advogados das empresas indicam que haverá redução “significativa” de valores anteriormente propostos. A intenção do governo é pagar pelo que for “justo”, ponderou, e disse que as condições de financiamento são “muito favoráveis.”

Uma das razões para ocupar o Centrad com rapidez é a falta de estruturas adequadas para que a máquina pública opere no DF — mesmo no centro da capital.

“Recebemos laudo da Defesa Civil condenando parte do anexo do Palácio do Buriti”, lembrou Ibaneis.

“Temos todos os instrumentos legais que permitem ocupar o prédio, que é do Distrito Federal. As estruturas para os servidores estão envelhecidas”, expôs, e considerou o Centrad como opção viável — um prédio moderno e, além disso, localizado em um terreno da Companhia Imobiliária do DF (Terracap).

LEIA TAMBÉM  Mel, uma das gêmeas siamesas separadas por cirurgia no DF, recebe alta da UTI

As negociações têm avançado, segundo o governador. “Acredito que as empresas estão começando a se sensibilizar”, sinalizou.

“A ideia é negociar. Acho que vamos avançar muito e dar solução para esse imbróglio que não foi criado por mim. Estou buscando a solução o mais rápido possível para atender à população do Distrito Federal”, frisou.

Saiba Mais

O Centrad está fechado desde a inauguração, feita no último dia da gestão do ex-governador Agnelo Queiroz (PT). Segundo o GDF, o motivo é uma lista de mais de 60 processos judiciais e administrativos envolvendo as empresas responsáveis pela construção (Via Engenharia e Odebrecht).

Por conta de inadimplência, o GDF está atualmente impedido de fazer empréstimos da ordem de R$ 3 bilhões na Caixa Econômica Federal (CEF)

Rafaella Panceri – Leia mais no Jornal de Brasília