Ibaneis quer antecipar entrega de viaduto que desabou para março

Em visita às obra de reconstrução do viaduto que desabou em fevereiro do ano passado sobre a Galeria dos Estados, o governador Ibaneis Rocha (MDB) pediu nesta quarta-feira (9/1) que a construtora responsável pelo projeto antecipe a conclusão da reforma de maio para março. “Na minha visão, deveria ter demolido e construído outro. E o que está sendo feito aqui é um novo viaduto dentro do velho. Todas as vigas estão sendo reforçadas, o que dá muito mais trabalho. Também estão sendo feitas vigas de fora a fora”, constatou.

O emedebista não poupou críticas aos governos anteriores: “Vim para entender o motivo pelo qual o viaduto caiu. Obra precisa de uma manutenção. A queda era previsível por qualquer engenheiro. O que ocorreu foi por causa do descaso das administrações que se passaram ao longo dos anos”. A expectativa da gestão Rollemberg era entregar a obra em dezembro de 2018.

Segundo Ibaneis, se tivesse derrubado o viaduto sairia mais barato. “Da maneira que está sendo feita, há um desperdício de recursos públicos e de mão de obra. É muito mais fácil você construir do que incorporar uma antiga dentro de uma nova. Trabalho há 25 anos, não só com advocacia, mas com administração civil, e conheço um pouco dessa área também”, completou.

LEIA TAMBÉM  Viaduto da Galeria dos Estados ficará pronto em março, diz diretor do DER

Para evitar que isso ocorra em outros locais, Ibaneis disse que fará pessoalmente uma vistoria em viadutos e pontes que estão com suas estruturas comprometidas, conforme relatório do Tribunal de Contas do DF (veja relação abaixo): “Como os outros viadutos não caíram ainda, temos condições de fazer uma manutenção. Verificando os cabos de concreto que os mantêm, a corrosão nas estruturas e refazendo-os de forma segura”.

Sobre a contratação da Via Engenharia, empresa investigada pela Operação Panatenaico por pagamento de propina em obras do GDF, ter ganhado a licitação para a reforma do viaduto, o chefe do Executivo explicou que a empresa não está proibida de participar de concorrências públicas.

“Se eles participaram de algum esquema de corrupção, os órgãos judiciais estão aí para investigar. Corrupção cada um responde pela sua no seu devido tempo. Eles estão respondendo pela deles”, afirmou. O presidente da Via Engenharia, Fernando Queiroz, acompanhou a visita de Ibaneis ao viaduto.

O governador disse, ainda, que vai analisar o projeto de restruturação da parte interna da Galeria dos Estados: “Estou analisando. Temos que dar vida a esses espaços que ao longo do tempo envelheceram. O projeto anterior é muito tímido para os padrões do Plano Piloto. Quero que seja algo moderno”.