Segurança

Policial civil é preso após sacar arma em bar e agredir mulher no DF

O agente chegou a apontar a arma para os PMs que atenderam a ocorrência. Ele correu, mas se rendeu após percorrer 200 metros

Um policial civil do Distrito Federal foi preso na madrugada desta sexta-feira (14/9) suspeito de sacar a arma para clientes de um bar e arremessar a companheira para fora do carro em movimento. O homem foi identificado como Bruno Cal dos Santos Rodrigues. Ele é agente de polícia.

De acordo com informações preliminares, uma equipe da Polícia Militar foi acionada, inicialmente, para checar um acidente de trânsito com a presença de uma pessoa armada. Uma viatura do Exército Brasileiro chegou a parar no local para ajudar a socorrer a mulher, que estava machucada, após ser arremessada do automóvel.

Três testemunhas afirmaram que o motorista, marido da vítima, agrediu a companheira em um bar no Setor Bancário Sul. O trio tentou intervir, mas, segundo o relato, o homem sacou a arma para ninguém se aproximar. Ele colocou a mulher dentro do automóvel e fugiu.

LEIA TAMBÉM  Candidato a distrital, Raad Júnior é preso em Planaltina

 

Questionado pelos militares sobre a sua profissão, o homem disse que era policial civil. Nervoso, ele voltou a sacar a arma e falou que ninguém poderia tocá-lo. Os PMs também pegaram as armas. O motorista correu por mais de 200 metros, foi cercado e acabou se entregando.

A mulher foi levada ao Hospital Regional da Asa Norte pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu). Não há informações sobre o estado de saúde dela.

O preso e as testemunhas foram conduzidos à 5ª Delegacia de Polícia (área central).

CONTINUAR LENDO

RECOMENDADOS

Comentários

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios